terça-feira, março 17, 2015

Do sétimo andar, vê-se o mundo tal como ele é

Do sétimo andar vê-se a rua toda, mas da rua não se vê o sétimo andar. A não ser que nos ocorra que do sétimo andar se vê a rua toda. Não ocorreu à senhora de certa idade que caminhava ao lado do marido e parou quando chegou ao tapume do prédio em obras, atrás do qual se agachou a fazer xixi, enquanto o marido prosseguia lentamente, fingindo que ninguém mijava por perto.
Do sétimo andar, vê-se o mundo tal como ele é. E a quase ninguém ocorre olhar para o sétimo andar, conferindo se alguém observa. O sétimo andar tem grandes possibilidades literárias.

2 comentários:

Andreia disse...

A necessidade aguça o engenho, só turva é a visão.

Raquel Úria disse...

O 9º andar também não é mau de todo.